Associação Desportiva de Vagos : site oficial do clube de basquete de VAGOS - clubeo

Os clubes e o Serviço Social Praticado

7 de abril de 2015 - 00:35

Quando trabalhamos num clube, o desenvolvimento de uma qualquer modalidade, no nosso caso, o basquetebol, deveremos ter sempre em conta um grande objectivo: integrar os direitos de CIDADANIA nos mais jovens.
Pretendendo-se desenvolver o exercício de uma democracia PARTICIPATIVA, na criação de um clima positivo, motivador da PARTILHA do trabalho individualizado - com o objectivo central de INTEGRAR os menos aptos no momento.
Vivemos num mundo onde a inter e multiculturalidade se encontram gradualmente complexas, cada vez que visitamos uma escola, um bairro ou qualquer outra instituição. Desta forma, é importante que os nossos técnicos desenvolvam um pensamento paralelo à acção, o qual possa ser culturalmente competente e socialmente sensível.
Visitar uma escola com o intuito de promover uma qualquer modalidade ou até mesmo a prática desportiva ou actividade física organizada - sem nos prepararmos o suficiente para conhecer ou prever o nosso público-alvo - poderá ser o princípio do fim, ou fracasso, de uma dada iniciativa.
Infelizmente, são poucas (ou nenhumas) as directrizes de quem detém a máxima responsabilidade do desporto em Portugal, bem como das próprias federações e associações.
Por parte do Estado, assistimos à privatização, concessão de bens e serviços públicos. O bem público, agora, foi transformado num bem privado para o ''cliente'', e respectiva satisfação, e não do colectivo (Carvalho, 2014).
Imagine o  leitor que dirige uma empresa de vendas de um dado produto - sem formação dos seus vendedores...
Qual o resultado final? Nada difícil de adivinhar...
Urge, pois, criar e desenvolver programas capazes de se traduzir numa mais-valia para a promoção, integração e divulgação da nossa modalidade. Abandonar tal tarefa apenas nas mãos dos clubes faz-nos correr o sério risco de afastar, na vez de aproximar, os mais jovens.
Criar programas INTEGRADOS no âmbito dos direitos humanos e sociais, aportando conhecimento ao nível desportivo, incentivando os mais jovens à prática desportiva, a comportamentos de vida mais saudáveis e, assim, afastá-los de condutas desviantes. Fomentar a capacidade de ajuda aos mais desfavorecidos, através de processos de SUPERAÇÃO dos riscos sociais que enfrentam diariamente. São estes os integrantes do DNA de um qualquer programa a desenvolver - sem esquecer a crescente necessidade de qualificação dos agentes de formação.
Viver com e para a realidade, assumindo os seus próprios valores, saberes e práticas, de uma forma REFLEXIVA e integrada, constituirá o desafio que temos pela frente e a que urge responder, para conseguirmos criar uma modalidade num campo de SUSTENTABILIDADE que se pretende e reclama.

RD

Comentários

A.D. Vagos acaba de ganhar o troféu 50000 visites 1 ano
AD VAGOS /SUB-19 FEM. / Galitos e 2 mais de 2 anos
AGENDA JOGOS FORA FIM-DE-SEMANA 23 JANEIRO mais de 2 anos
45-71
A.D. Sanjoanense / AD VAGOS /SUB-19 FEM. mais de 2 anos
A.D. Sanjoanense / AD VAGOS /SUB-19 FEM. e mais 4: resumos dos jogos mais de 2 anos
27-28
Sangalhos DC / A.D. VAGOS / SUB-16 FEM mais de 2 anos
72-54
CAB Madeira / A.D.VAGOS / SENIORES FEM mais de 2 anos
61-33
AD VAGOS /SUB-19 FEM. / Atómicos mais de 2 anos
47-44
AD VAGOS /SUB-19 FEM. / Illiabum mais de 2 anos
AD VAGOS /SUB-19 FEM. : novo jogador mais de 2 anos
AGENDA FORMAÇÃO CASA 13-17 JANEIRO e AGENDA JOGOS FORA FIM-DE-SEMANA 16 JANEIRO mais de 2 anos
51-77
A.D.VAGOS / SENIORES FEM / S.L.Benfica mais de 2 anos
57-71
A.D.VAGOS / SENIORES FEM / S.L.Benfica mais de 2 anos
A.D.VAGOS / SENIORES FEM / S.L.Benfica e mais 4: resumos dos jogos mais de 2 anos
63-25
A.D. VAGOS / SUB-16 FEM / ENESSE mais de 2 anos